Tag: daniel grossi

Destaques da CIMTB Levorin competem na Áustria e Suíça

O casal mineiro Isabella Lacerda (LM/Shimano) e Daniel Grossi (Groove/Shimano) disputará a última das cinco provas da temporada europeia iniciada logo após a segunda etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, em São João del-Rei. Neste sábado (27), ambos competirão no Int. KitzAlpBike Festival, em Kirchberg in Tirol (Áustria), prova classe 1 de cross country, que distribuirá pontos UCI para os 15 primeiros colocados da elite. Antes, Isabella e Daniel participaram de duas etapas da Copa do Mundo de Cross Country (República Tcheca e Alemanha), do Alpentour Trophy (Áustria) e do Jelenia Gora Trophy – Maja Wloszczowska (Polônia).

“Nunca participei dessa prova (Int. KitzAlpBike Festival). Espero conseguir fazer uma excelente corrida para voltar ao Brasil com outro ótimo resultado. Não será fácil, porque o nível é altíssimo”, afirma Isabella, segunda melhor brasileira no ranking mundial (29ª), cuja temporada na Europa já conta com resultados expressivos, como a vitória na última etapa do Alpentour Trophy, a sexta colocação no Jelenia Gora Trophy e a 23ª colocação na etapa de Nove Mesto na Moravia  (República Tcheca) da Copa do Mundo.

Impedido de completar a prova da semana passada, na Polônia, por causa de um corte profundo na canela sofrido quando estava na 12ª colocação, Grossi terá de suportar as dores para completar a competição na Áustria. “Estou conseguindo pedalar, mas nos trechos com trepidação a perna ainda dói bastante”.

Família Cocuzzi na Suíça – O Shimano Sports Team terá representantes em outra prova de cross country na Europa neste fim de semana. No domingo (28), os irmãos paulistas Luiz Henrique Cocuzzi, Jaqueline Borba e Juliano Cocuzzi (todos da equipe Lar/Scott/Shimano) disputarão a BMC Racing Cup, prova classe 2 em Yverdon, Suíça, com distribuição de pontos para os dez primeiros colocados.

“A prova deste fim de semana será ainda mais difícil que a da semana passada, mas é desse jeito que eu gosto”, brinca Cocuzzi, quinto colocado na Argovia Geax-Fischer Bike Cup, também realizada na Suíça, no domingo passado (21).

Raiza, Isabella, Rubinho e Grossi disputam prova Hors Class na Polônia

O Brasil  terá quatro representantes no Jelenia Gora Trophy – Maja Wloszczowska, em Jelenia Gora (Polônia), neste sábado (21). Raiza Goulão e Rubinho Valeriano (ambos da AOO Specialized), além de Isabella Lacerda (LM/Shimano) e Daniel Grossi (Groove/Shimano), disputarão a competição de cross country tentando melhorar a posição brasileira nos rankings olímpicos, tanto masculino quanto feminino.

O Jelenia Gora Trophy é Hors Class (HC), assim como a etapa de Araxá da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike. A classe da prova eleva o grau de dificuldade e, consequentemente, a concorrência pelas 25 primeiras colocações, que garantem pontos nos rankings individual e olímpico da UCI.

Motivadas por terem melhorado suas posições no ranking mundial na mais recente divulgação, as duas melhores ciclistas de cross country do Brasil querem superar o desgaste físico. “Disputei essa prova no ano passado, e foi uma grande experiência, porque a pista é muito divertida. Espero me recuperar da gripe até sábado, para estar em condições de fazer o melhor”, diz Raiza (25ª do mundo). “Espero chegar à prova bem recuperada dessa sequência de competições, mas é difícil prever como estará meu corpo”, afirma Isabella (29ª do mundo).

 

Isabella Lacerda e Raiza Goulão somam pontos nos rankings internacionais

As ciclistas Isabella Lacerda (LM/Shimano) e Raiza Goulão (AOO Specialized) somaram pontos nos rankings individual e olímpico neste fim de semana. As duas conseguiram completar as quatro etapas do Alpentour Trophy, disputado entre quinta-feira (11) e domingo (14) na região de Schladming, Áustria. A prova, no formato de maratona, distribui pontos UCI, a exemplo da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike.

A mineira Isabella venceu a última das quatro etapas da competição, encerrando a disputa na nona colocação, como a melhor brasileira, e somando 50 pontos nos rankings internacionais. O tempo acumulado pela ciclista nos quatro dias foi de 12h17min56s. “A partir do momento em que finalizei a última etapa, o locutor começou a repetir meu nome várias vezes, mas, como ele falava alemão, eu não entendi o que queria dizer. Só caiu a ficha quando me chamaram para o pódio. Vencer a última etapa de uma das provas mais duras da minha vida foi uma sensação indescritível”, resumiu Isabella

Já a goiana Raiza foi a 11ª colocada geral, com tempo acumulado de 12h21min25s, resultado que lhe garantiu 40 pontos UCI. “Por ter sido minha primeira competição de etapas, fiquei muito feliz por completá-la. Foi muito cansativo, em alguns dias cheguei exausta ao hotel. Agora é recarregar as energias para a sequência da temporada”, disse a atleta.

O Brasil também teve representantes na prova masculina do Alpentour Trophy. O mineiro Daniel Grossi (Groove/Shimano) ficou em 58º, com tempo de 10h51min21s,  enquanto o também mineiro Rubinho Valeriano (AOO Specialized) foi o 60º, finalizando em 10h55min26s.

Raiza, Isabella, Rubinho e Grossi representam Brasil na Áustria

Quatro brasileiros estão representando o país na Áustria. A goiana Raiza Goulão e o mineiro Rubinho Valeriano (ambos da equipe AOO Specialized), além dos mineiros Isabella Lacerda (LM/Shimano) e Daniel Grossi (Groove/Shimano), lutam por mais pontos UCI desde a quinta-feira (11). Todos disputam o Alpentour Trophy, em Schladming, prova de quatro etapas que se encerra no domingo (14).

Assim como a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, que distribuiu quase 700 pontos aos brasileiros, a competição em solo austríaco é fundamental para as pretensões olímpicas do Brasil, uma vez que garantirá pontos UCI aos 34 ciclistas mais bem colocados.

Grossi e Gramiscelli lideram novamente o Sprint Eliminator

Após muitas derrapadas e adrenalina a cada curva, os vencedores dos 900 metros de pista do Sprint Eliminator, em Divinópolis, subiram ao pódio. Érika Gramiscelli mantém a liderança na competição e conquista o primeiro lugar. “O nível das meninas está bem alto, e hoje a vitória foi muito suada. Mas, eu vim decidida a conquistar os pontos dessa competição porque serão muito importantes na próxima etapa de Congonhas”, comemora a atleta.

Sprinti- Divinópolis. Paula Isis

A argentina Noelia Rodriguez manteve a frente durante boa parte do percurso, mas perdeu posição e garantiu o quarto lugar no pódio. “O circuito é muito longo e quase sem obstáculos, como descidas e rampas, então o esforço fica apenas em pedalar”, comenta a atleta que está sempre entre as primeiras colocadas.

Na competição masculina, Daniel Grossi levou a melhor pela segunda vez seguida. “Eu dei duro até o final porque os atletas que estavam alinhados comigo são muito respeitados e reconhecidos, e eu também os admiro bastante. Essa é minha segunda vitória no Sprint Eliminator e acho que estou ficando bom nisso”, comenta sorrindo.

 

Sprint- Divinópolis. Paula Isis

Logo na disputa da primeira bateria, o favorito Lukas Kaufmann caiu em uma curva e não teve condições de seguir na competição. Confira a classificação oficial dos bikers.

Texto: Stephanie Gomes/ Assessoria

 

 

Começa hoje (28) a terceira etapa da CIMTB

Foi dada a largada para a terceira etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB). A capital da moda mineira, Divinópolis, recebe a partir de hoje (28) mais de 600 bikers de MTB.

Logo mais, a partir das 14h, atletas da elite (feminina e masculina) participam da tomada de tempo do Sprint Eliminator. Com um circuito montado no Parque de Exposições, 36 atletas da elite irão percorrer, no menor tempo possível, 900 metros de pista. Escadarias, rampas e trechos com obstáculos naturais compõem o cenário da prova.  Velocidade, força e técnica são primordiais para o atleta que quiser ocupar o primeiro lugar da Fórmula 1 do ciclismo.

Após a tomada de tempo, os 16 melhores homens e as 8 melhores mulheres  dão início as baterias finais em busca dos primeiros lugares.

erikagramiscelli-sjdr

 

Atletas do exterior marcam presença na competição

Argentina, Suíça e Chile enviaram atletas que trouxeram na bagagem a vontade de vencer a maior competição de MTB da América do Sul. Mas engana-se quem pensa que as feras brasileiras irão facilitar a vida deles.

Na última etapa, não teve para gringo e o pódio foi totalmente verde e amarelo. Daniel Grossi e Érika Gramiscelli deram um show de garra e determinação ao cruzarem em primeiro lugar a linha de chegada no centro histórico de São João del-Rei.

A cobertura completa você acompanha pela nossa fan page  e instagram. Não percam!

daniel grossi-sjdr

 

Texto: Paula Isis/Assessoria de Imprensa

 

Veja a lista de inscritos do Sprint Eliminator Divinópolis 2013

Faltando um dia para o início da terceira etapa da CIMTB, Divinópolis já respira mountain bike. A organização da Copa está na cidade desde a última sexta (21), e aos poucos, o Parque de Exposições vai se transformando no palco do MTB.

 

Diferente das duas primeiras etapas, o Sprint Eliminator será realizado em um único dia, sexta (28). A partir das 14h começa a tomada de tempo do Eliminator, a Fórmula 1 do ciclismo.

Após a tomada de tempo, 16 atletas da categoria masculina classificados e as 8 melhores mulheres, darão início aos duelos em busca dos primeiros lugares no Sprint Eliminator. Os primeiros colocados de cada categoria garantem 20 pontos na CIMTB.

 

Ao todo, 36 atletas confirmaram presença na prova.  Veja aqui a lista completa do Eliminator

sprint-brunosenna

 

Além dos campeões da última etapa, Daniel Grossi e Érika Gramiscelli, alguns atletas do exterior desembarcam na CIMTB para aquecer a disputa. A argentina Noelia Rodriguez, segundo lugar em São João del-Rei, chega para brigar pelo pódio.

 

Entre os feras, os argentinos Dario Gasgo e Luciano Caraccioli chegam com força total para lutar pelo primeiro lugar. Do outro lado do continente sul-americano, o chileno Patrício Faríaz também promete dar muito trabalho aos brasileiros.

Para saber tudo que acontece durante a prova, curta a fan page da CIMTB no facebook. Informações em tempo real. Façam suas apostas.

 

Érika Gramiscelli e Daniel Grossi no lugar mais alto do pódio

Foto Isis Diamantino

 

O  primeiro lugar no pódio da Elite Masculina foi uma surpresa para quem acompanhou a tomada de tempo ontem. Classificado em sexto lugar para disputar o Sprint Eliminator, o biker Daniel Grossi surpreendeu com vitória de hoje e levou a melhor na disputa. “Achei a prova muito boa e certamente não me cogitava favorito. Mas, eu vim crescendo a cada bateria e nessa última foi muito legal porque os três alinhados comigo vinham de baterias muito fortes, no entanto, o Cocuzzi e o Lukas, que eram os favoritos, se esbarraram na curva que ficou pequena para os dois e eu pude ultrapassá-los e manter a posição até o final”, conta o atleta satisfeito. ­

Já  Érika Gramiscelli manteve o primeiro lugar desde ontem, apesar de estar se recuperando de Dengue.  “Foi uma prova acirrada com grandes nomes do MTB feminino, e eu optei por largar na parte de dentro da pista. Minha estratégia deu certo, apliquei a força que eu queria sem balançar muito a bike e senti que esse foi meu diferencial em relação às outras atletas que deixaram as bicicletas chacoalharem bem mais. Hoje meu único foco era fazer força independente de quem estivesse alinhado ao meu lado ou em que posição estaria”, ressalta a biker vencedora.

 

Stephanie Gomes