Notícias

Isabella Lacerda e Henrique Avancini são os campeões da Cidade dos Profetas

Foto: Stephanie Gomes

Foto: Stephanie Gomes

O desafio já começou na largada, os bikers tiveram que enfrentar de cara a ladeira do santuário do Bom Jesus do Matosinhos, uma subida íngreme em pedra-sabão que complicou bastante a vida dos nossos campeões. Com destino a fazendas e trechos da estrada real, mais de 1500 bikers partiram para uma pedalada de 57 quilômetros para SuperElite e Elite Feminina, e 37 quilômetros para a Copa Amadores.

No caminho os atletas tiveram que lidar com vários tipos de terreno: cascalho, asfalto, lama e paralelepípido. Pneu furado, câmbio quebrado e tombos tiraram alguns atletas da competição antes do tempo previsto. Além de contar com o equipamento, o atleta também precisa estar bem fisicamente para encarar uma maratona de MTB (XCP).

Todos os fatores estavam contra Henrique Avancini. O atleta não teve tempo de se preparar exclusivamente para Congonhas, chegou de viagem na última quarta-feira após competir no Canadá, e ainda teve que lidar com a inflamação na garganta e o câmbio estragado que lhe tiraram o primeiro lugar do atleta. “Em um trecho da prova colidi com um atleta de outra categoria e sofri uma queda forte, depois disso o câmbio não funcionou direito e eu tive que vir com mais cuidado para conseguir chegar até o final”, comenta.

Por ser uma prova de maratona, o ciclista prefere pedalar em grupo, mas durante determinados pontos o grupo permite que um atleta faça a fuga, e neste momento ganha quem tiver experiência. “A prova foi sofrida, mas ainda bem que eu consegui render bem. Tentei seguir com alguns atletas do grupo, mas em certo momento acabei levando a prova sozinho mesmo”, explica o campeão.

_DSC1785-21-

Avancini tem motivos de sobra para comemorar a vitória de hoje (18). “Já fui terceiro, segundo e hoje primeiro, e assumi a liderança no campeonato. Então, domingo perfeito”, comenta sorrindo. E no pódio teve cara nova e fizeram bonito, e deixaram os favoritos para trás. Com um intervalo de tempo de 48 segundos para o primeiro colocado, Mário Antônio Veríssimo cruzou a linha de chegada em segundo lugar, seguido de João Paulo Firmino que conquistou o terceiro lugar do pódio.  Rubinho Valeriano perdeu a liderança da Copa ao chegar em 6º lugar.

Confira aqui o resultado de todas as categorias

Entre a mulherada teve gente que gostou da experiência do ano passado e pegou o primeiro lugar do pódio novamente. Isabella Lacerda disparou no penúltimo trecho e apontou na ladeira sozinha, cruzando a linha de chegada com 2h30de prova. “Eu, Raiza, Stopa e Erika fomos juntas até a metade da prova. Em um momento a Erika tentou atacar e eu fui junto, depois acabei colando nos meninos e a partir daí foi só esforço até o final. Pensei que não fosse conseguir subir a ladeira por causa das câimbras, mas maratona é isso mesmo. No ano passado meu pneu furou no final da prova, e hoje eu pedi a Deus para que desse tudo certo, e deu”, comemora a líder que mal conseguia falar de tamanha felicidade e cansaço físico.

isabella.lacerda_alvaro_perazzoli

E não foi só o primeiro lugar da elite feminina que teve repeteco. Raiza Goulão e Erika Gramiscelli terminaram a prova deste ano com a mesma colocação de 2012, segundo e terceiro lugar respectivamente. Erika Gramiscelli considera a prova de maratona como um grande desafio. “Consegui levar a prova até certo ponto, depois acabei perdendo posição. Mesmo assim estou feliz com o terceiro lugar, esse ano o tempo ajudou bastante, tinha pouca poeira, e agora é preparar para arrebentar no Sauípe”, analisa a atleta que é pentacampeã da CIMTB.

DSC_2852-17-

E a decisão vai ser no calor da Bahia.  A grande final será realizada entre os dias 4 a 6 de outubro em três dias de provas para a Super Elite e Elite Feminina. Isabella Lacerda ou Erika Gramiscelli? Rubinho Valeriano ou Henrique Avancini? Até a bandeirada final, tudo por acontecer.

 

Por Paula Isis e Stephanie Gomes