Notícias

Disputas acirradas pelo título marcam última etapa da CIMTB Levorin, em Congonhas

Entre sexta-feira (6) e domingo (8), alguns dos principais nomes do MTB brasileiro e mundial estarão na cidade de Congonhas (MG), onde será realizada a última etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike 2015. O Desafio da Ladeira e o XCM definirão os campeões da temporada, cujo sucesso foi comprovado pelo número de inscrições para a competição na “Cidade dos Profetas”: cerca de 1.800 atletas, novo recorde em Congonhas da maior prova de MTB da América Latina.

O público pode esperar emoção até o fim na super elite feminina, categoria em que duas ciclistas despontam como oponentes na luta pelo título. Como a argentina Agustina Apaza, líder do campeonato, a goiana Raiza Goulão, terceira, e a mexicana Daniela Campuzana, quinta, não participarão da etapa decisiva, as mineiras Erika Gramiscelli (Soul Cycles) e Isabella Lacerda (LM/Shimano) devem disputar a primeira colocação.

Seis vezes campeã (1999, 2004, 2005, 2007, 2009 e 2012), Erika está em segundo lugar, com 114 pontos, apenas oito atrás de Agustina, vencedora em São João del-Rei. Apesar de não ser especialista em XCM, a ciclista confia no trabalho físico e psicológico desenvolvido nos últimos meses.

“Independentemente das participantes, a CIMTB é sempre desafiadora. Tenho certa dificuldade em Congonhas, por isso aposto na vitória da Leticia Cândido (Focus XC Team Brasil), uma atleta talentosa e esforçada, que representa muito bem Minas Gerais”, afirma Erika, para quem a briga pelo título será mesmo entre ela e Isabella. “A Isabella sempre foi muito forte e determinada, então será uma grande adversária”.

Já Isabella aparece na quarta posição, próxima a Erika, com 104 pontos. Lutando por uma vaga na Rio 2016, a mineira é a atual bicampeã da CIMTB Levorin. “Espero que dê tudo certo em Congonhas e eu consiga conquistar o tricampeonato. Seria uma grande motivação na busca pela vaga olímpica”.

No Desafio da Ladeira, a ser disputado na noite de sexta-feira, abrindo a competição, o vencedor garante 20 pontos na classificação. Já no XCM, domingo, pontuam os 25 primeiros colocados de cada categoria, sendo 46 pontos para o líder.

Super elite masculina – A definição da super elite masculina parece mais bem encaminhada. O líder é o mineiro Rubinho Valeriano (AOO Specialized), que tem os mesmos 106 pontos do fluminense Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing), mas está na frente por causa dos critérios de desempate. Como Avancini não competirá em Congonhas, Rubinho é amplo favorito a levantar a taça e, assim, conquistar seu sexto título, repetindo os feitos de 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012.

Entre os cinco primeiros colocados, o único inscrito na última etapa e, portanto, capaz de surpreender o líder é Lukas Kaufmann (OCE Cannondale Team). O suíço radicado em Belo Horizonte ocupa a quarta posição, com 87 pontos.

Sub-23 – Tanto na sub-23 masculina quanto na feminina, o campeão provavelmente será definido apenas no domingo, após o XCM. Entre os homens, Luiz Cocuzzi (Lar/Scott/Shimano) lidera com 98 pontos e conta com vantagem de 19 pontos em relação ao segundo colocado, Guilherme Müller (LM/Shimano). Como Cocuzzi não estará em Congonhas, Guilherme tem boas chances de ser campeão. Jefferson Batista, com 55 pontos, e Naydson Cortes (Specialized Hoffmann XCO), com 48 pontos, correm por fora.

Na sub-23 feminina a briga pelo título é mais acirrada. Danielle Morais (Tripp Aventura) lidera com 68 pontos, seguida por Maria Paula Mesquita (Clíninica da Circulação, 66 pontos) e Ana Paula Azevedo, ausente da última etapa e dona de 62 pontos. Também têm chances de título a quarta colocada, Nathalia Pereira (Cross Lapa), com 51 pontos, e a quinta, Camila Melo (Trek Brasil), com 48 pontos.

Júnior – Na júnior feminina, duas ciclistas em especial lutam para tirar o título da líder, a paulista Jaqueline Borba (Lar/Scott/Shimano), que tem 92 pontos mas não disputará a última etapa: a paulista Larissa Brasa (Specialized Hoffmann XCO, 78 pontos) e a mineira Karen Olímpio (Oggi/Isapa/Shimano, 66 pontos).
Na júnior masculina, o favorito é o mineiro Gilberto Melo, vice-líder, com 71 pontos, pois o primeiro colocado, Érick Bruske (AOO Specialized), dono de 74 pontos, não competirá. O goiano Luiz Renato Borges (Oggi/Isapa/Shimano), quarto colocado, com 54 pontos, corre por fora.

Expert – Na expert, Robert Peres lidera, com 92 pontos, seguido por Thales Ribeiro (74 pontos) e Pedro Henrique Miranda, ausente na última etapa.

Cadete – Na cadete, o líder é Alexandre Ferreira, com 87 pontos. Também brigam pelo título Joaquim Alves (71 pontos) e Julsimar Pinheiro (60 pontos).

Máster – Na máster, quem lidera é Roberto Gonçalves, com 83 pontos, seguido por Edinilson Tanini (78 pontos), que não estará em Congonhas, e Flávio Martins (68 pontos).

Veterano – Na veterano, a briga será roda a roda, entre Genivaldo Oliveira e Joel Batista Ribeiro. Ambos têm os mesmos 87 pontos, mas Genivaldo aparece em primeiro devido aos critérios de desempate. José Carlos Jorqueira está em terceiro, com 58.

Segurança pública – Kairo Gratão, o Catalão, lidera com folga na segurança pública. Ele tem 92 pontos e é perseguido por Marcelo Rocha (68 pontos) e Janslley Ferreira (67 pontos).

Feminino sub-40 – A líder da feminino sub-40 é Isabella Ribeiro, com 92 pontos. Na sequência aparecem duas ciclistas com os mesmos 78 pontos: Maykeline Pereira, segunda colocada, e Nara Faria, terceira.

Feminino over 40 – A feminino over 40 é liderada por Raquel Gontijo, com 92 pontos. Marta Almeida vem logo atrás, com 82 pontos, e Marta Cantarino tem 70.

Sub-15 – Na sub-15, Danilo Carvalho é o primeiro colocado, com 87 pontos, seguido por Laudemir Batista (67 pontos) e Thiago Cunha (64 pontos).

Sub-17 – O líder da sub-17 é Lucas Sírio (AOO Specialized), com 87 pontos. Também lutam pelo título Roger Renso (79 pontos) e Vinícius Araújo (74 pontos).

Sub-30 – Nathanael Mendes lidera a sub-30, com 92 pontos, seguido por Paulo Alves (71 pontos) e João Paulo da Silva (66 pontos).

Sub-35 – A disputa pelo título da sub-35 está aberta, pois os três primeiros colocados estão muito próximos: Moisés Lourenço (79 pontos), Marcus Faria (76 pontos) e Gustavo Santos (74). Como Gustavo não estará em Congonhas, a primeira colocação provavelmente ficará entre Moisés e Marcus.

Sub-40 – Marcelo Sebastião lidera a sub-40, com 87 pontos, e está bem perto do título, uma vez que seus principais concorrentes, Albert Guinter (78 pontos) e Flavio de Oliveira (70 pontos) não competirão na última etapa.

Sub-45 – Quem lidera a sub-45 é Silvio Amorim, com 92 pontos, seguido por Robson Aloisio e João Erildo, ambos com 74 pontos.

Sub-50 – O líder da sub-50 é Redelvino Rodrigues, com 82 pontos. Fabio Luis Dias, em segundo (70 pontos), e Rogério Melo (63 pontos) aparecem em segundo e terceiro, respectivamente.

Sub-55 – Eduardo Ramires lidera a sub-55, com 92 pontos, seguido por Claudio Dutra (70 pontos), que não estará em Congonhas, e Arley de Jesus, 67 pontos.

Sub-60 – A sub-60 é liderada por Dilermando Melo (92 pontos). Ainda estão na disputa Hermes Santana (82 pontos) e Sergio Albernaz (74 pontos), ausente na última etapa.

Over 60 – O líder da over 60 é Jusmar Correa, com 87 pontos, seguido por Hélio Vilela (74 pontos) e Niedson Albuquerque (64 pontos).

PNE – A pne tem como líder Walmir Fonseca (71 pontos) como líder, seguido por José de Araújo (46 pontos) e Jefferson Spimpolo, que tem a mesma pontuação do segundo colocado mas não estará em Congonhas.