Notícias

CIMTB encerra mais uma temporada com chave de ouro

Congonhas é sempre aquela prova diferenciada para a maior parte dos atletas. É aquela prova em que o atleta tem o desafio de completar a prova ao mesmo tempo que é imposto a cada um uma parcela de sofrimento. Apesar dos percursos terem 38 e 57 km a sensação é que a distância percorrida é bem maior em função das subidas, trechos técnicos e, principalmente, a ladeira histórica no final da prova.

Em 2012 a prova de Congonhas foi marcada pela quebra de recordes e fortalecimento do mountain bike. Sobre os números tivemos mais de 1300 atletas confirmados na prova. Falando da força do evento vimos a presença enorme do público da cidade prestigiando o evento no Desafio da Ladeira realizado sexta a noite e, principalmente, no domingo quando aconteceram a largada e chegada.

Alguns momentos sempre marcam os atletas e trazem uma carga de emoção fortíssima. Na largada ver um mar de bikes é sensacional. Este ano a benção do Padre Rocha momentos antes da largada foi algo indescritível, independente da religião de cada atleta. Depois da largada ver o público gritando e incentivando uma grande massa de atletas no deslocamento é maravilhoso. E na chegada, acompanhar de perto os atletas superando a ladeira histórica que dá acesso aos profetas e se emocionando ao cruzar a linha de chegada, muitos chorando, é indescritível.

Super Elite

Falando das provas tivemos um ano diferenciado. Apesar de Rubens Donizete ter conquistado o pentacampeonato seguido não foi nada fácil. O mesmo pode ser dito do hexacampeonato de Erika Gramiscelli que teve 2 vitórias, 1 segundo e o terceiro lugar em Congonhas para faturar a temporada.

Na Elite Feminina vimos a a excelente temporada de Raiza Goulão que ficou com o vice-campenato e acompanhamos a primeira vitória da Isabella Lacerda na CIMTB e um inédito terceiro lugar na temporada.

Já na Super Elite Masculina o Rubinho teve que ganhar duas etapas e chegar em segundo e quarto para faturar o título. Em segundo Henrique Avancini mostrou sua força brigando ate o final pelo título. Destaque para Frederico Mariano que teve sua primeira vitória na CIMTB em Congonhas apesar de já ter se destacado em outras etapas. Resultado: foi campeão da Sub 23 e um terceiro lugar geral na principal categoria da competição. Completaram os 5 primeiros lugares Ricardo Pscheidt e Edivando Souza Cruz.

CIMTB classificação geral

Em todas as categorias da CIMTB as brigas foram intensas e emocionantes. Na Júnior Willian Brito faturou sua segunda vitória e o título. Na Sub 15 Renato Romancini também foi campeão com duas votórias. Na Sub 17 Kéverson Silva faturou o título com impressionantes quatro vitórias e se destaca como uma das promessas do mtb brasileiro. Na Sub 30 Caio Paixão faturou sua terceira vitória e o campeonato inédito. Cesar Moura foi o mais regular da Sub 35 como apenas uma vitórias e três terceiros lugares para garantir o título. Na Sub 40 e Sub 45 os campeões venceram todas as etapas (Marconi Ribeiro e Abraão Azevedo respectivamente). Na Sub 50 Luiz Lotti Neto foi campeão com três vitórias, na Sub 55 Dorivaldo Abreu faturou com quatro segundos lugares e na Sub 60 o multicampeão Dilermando de Fátima ganhou com três vitórias. Na Over 60 Helio Vilela mostrou estar imbátivel com a quarta vitória seguida. Na PNE (Paradesportista) José Antônio Araújo sagrou-se campeão da temporada.

Copa Centauro de Amadores

Entre os amadores surgiram novas promessas novamente. Pelo regulamento os três primeiros estarão, obrigatoriamente, na CIMTB nos proximos anos. Na mais disputadas de todas as categorias Geison Rabelo de Souza foi campeão sem nenhuma vitória e uma regularidade destacada. Na Expert Guilherme Damião faturou a temporada. Fechando as categorias masculinas Anderson Poia na Veterano e Geovanny Pinto da Militar foram os campeões. Entre as mulheres Jaqueline Borba da Sub 23, Ana Paula Mendes na Fem Sub 40 e Raquel Gontijo, de forma invicta, foram as campeãs da temporada.

Duplas em Congonhas

Um dos grandes diferenciais de Congonhas são as categorias duplas. Foram quase 500 inscritos disputando com seu parceiro o título da maior prova do país. Na Dupla Mista os campeões foram Suzan Zorzetto e Bruno Reis. Na outras categorias duplas as categorias foram divididas com a soma da idade dos dois atletas. Os campeões firam: Over 81 Edson Santos e Alexandre Santana, Sub 80 João Silva e Euso Silva, Sub 70 Thiago Elias e Francisco Hidebrando e Sub 60 Robson Souza e Edimar Freitas.