Notícias

Campeões da terceira largada respiram aliviados

Foto: Isis Diamantino

Foto: Isis Diamantino

A largada com o maior número de categorias disputando a melhor classificação na Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB), com nove modalidades, arrancou aplausos e animou a galera que veio prestigiar o evento. Atletas a partir de 13 anos, para-atletas e Segurança Pública pedalaram forte em quase duas horas de competição.

Na categoria Over 60, o biker Hélio Vilela continua na liderança que vem conquistando desde a primeira etapa em Araxá, assim como o para-atleta Jefferson Ricardo Spimpolo, e Dilermando Melo, Sub 60. Mantendo a posição de campeão, conquistado na etapa anterior, Magno Damasceno, da Segurança Pública, e Abraão Assis Eleutério, da Sub 45, subiram no degrau mais alto do pódio.

Apoiado pela família que vibrou com sua conquista, Lucas Sírio, analisa sua trajetória desde a primeira etapa. “Perdi apenas em Araxá, e de lá para cá tenho conquistado o primeiro lugar. Posso dizer que a pista daqui é divertida, com trechos bem difíceis, principalmente nas subidas. Inclusive o estradão que tem no final no circuito foi uma das partes mais duras para mim”, vencedor da categoria Sub 15.

Retomando o primeiro lugar, Luiz Lotti Neto levou a melhor na categoria Sub 50. E estreando o título de campeão na Sub 55, o pedal Sérgio Eduardo de Albernaz vai para a casa com a sensação de dever cumprido.

Entre a geração mais jovem de MTB, o biker Érick Eduardo Bruske, conquista o primeiro lugar na categoria Sub 17. “A prova daqui foi bem dura e o clima deixou ainda mais difícil. O circuito é travado, mas consegui conquistar minha diferença na subida, graças a minha habilidade com esse tipo de obstáculo”, comemora.

Foto: Stephanie Gomes

Foto: Stephanie Gomes

Stephanie Gomes/ Assessoria de Imprensa