Notícias

Atletas vão levantar poeira para decidir temporada CIMTB Levorin, em Congonhas

Foto: Bruno Senna/CIMTB

Etapa vai distribuir 66 pontos aos campeões (Foto: Bruno Senna/CIMTB Levorin)

Vai ser preciso determinação, foco, força e muito treino para os atletas fecharem a temporada da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB Levorin). Muita incerteza ronda os resultados parciais, e tudo poderá rolar na última etapa, em Congonhas, entre os dias 18 e 20 de novembro, onde serão distribuídos 66 pontos aos campeões, 20 do Desafio da Ladeira e 46 da CIMTB Levorin. As inscrições estão abertas.

Na Sub-23 feminina por exemplo, a ponteira, Karen Fernandes Olímpio, está com 9 pontos de diferença da segunda colocada, Larissa Cristina da Silva, que por sua vez está à frente com 11 pontos da terceira colocada, Kelly Fernandes Olimpio. Com este cenário, Karen só não leva o título para casa se fechar a competição em terceira colocação e Larissa vencer a prova. Já Kelly Fernandes Olimpio, terá que pedalar muito e torcer para que as adversárias caiam de colocação.

A briga continua na Sub-23 masculina. Naydson Flaviano Oliveira Cortes lidera a classificação com 78 pontos. A vantagem do ponteiro é que o vice, Jefferson Batista Flores da Silva, e o 3º colocado, Edson Gilmar de Rezende Júnior, têm apenas um ponto de diferença entre eles. Assim, mesmo que Naydson termine a prova em 4º lugar, ele leva o título pra casa. Já Jefferson e Gilmar terão que lutar muito para chegarem nas duas primeiras colocações e torcer para que líder termine a prova em 5º lugar.

Quem também promete fazer Congonhas tremer é a Feminina Júnior. A categoria conta com a líder Bruna Elias, que tem 9 pontos à frente da segunda colocada, Marcela Lima. A atleta que está em terceiro lugar, Sabrina Oliveira Silva, está com 64 pontos e terá que pedalar para chegar em primeiro em Congonhas e torcer para a líder terminar a prova em 4º colocação. Já Marcela Lima, vai colocar força nas pernas para chegar em primeiro lugar e contar com a sorte para que Bruna termine a prova em 3º. Porém a vantagem de Bruna dá a ela chance de finalizar até em 2º lugar e ainda levar o título CIMTB Levorin para casa.

Na Júnior Masculina, o líder Mário Couto tem uma vantagem significativa. Com 13 pontos à frente do segundo colocado, Luiz Renato Borges Silva, Mario terá que pedalar para garantir ao menos o 2º lugar na prova de Congonhas. Já o adversário Luiz Renato, terá que fazer força para ganhar a prova e torcer para que Mário termine a prova em 3º. Enquanto isso, o terceiro colocado, Rodrigo Marques, terá que terminar a prova como líder e contar com o azar dos adversários para que Mario e Luiz Renato cheguem em 7º e 3º respectivamente.

15004655259_458d4838e1_k

Decisão vai rolar solta em Congonhas (Foto: Bruno Senna/CIMTB Levorin)

Mas a luta ainda não termina por aí. Na Sub-30, o ponteiro Pedro Hilo que tem 10 pontos à frente do segundo colocado, Lúcio Otavio Soares, terá que garantir ao menos o segundo lugar para levar o título para casa. Já o terceiro classificado, Philipe Patrick Rodrigues, terá que chegar em primeiro e torcer para que os primeiros colocados caem para a 9º e 6º colocação respectivamente.

Outra categoria que vai levantar poeira em Congonhas é a Sub-35. A vantagem do ponteiro Júnio Alves Vieira ainda não dá a ele tranquilidade e ele terá que terminar a prova como líder para levar o título pra casa. Caso contrário, o segundo classificado, Geraldo Rodrigues da Silva é quem leva a melhor. Enquanto isso, o terceiro colocado, Marcelo Antônio Martins terá que finalizar a prova em primeiro e contar com a sorte para que os adversários não façam uma boa prova.

Na Sub-40 o cenário é semelhante ao da Sub-30. O líder Marconi Ribeiro tem 92 pontos, 10 à frente do vice na classificação, Marcelo Sebastiao Manoel. Marconi terá que finalizar a prova até em 2º lugar para levar o título para casa. Enquanto isso, Edicarlos Oliveira Silva, que está em 3º lugar com 60 pontos, terá que colocar força nas pernas para terminar a prova como líder, e torcer para que os adversários caem nas colocações.

Por outro lado, o líder da Sub-45, Silvio Amorim, está mais tranquilo. Com 18 pontos de vantagem do vice na classificação, Robson Aloisio Alfredo, Silvio pode chegar até em 3º lugar para levar o título para casa. Já o terceiro classificado, João Erildo Silva, terá que pedalar muito para chegar em primeiro e contar com o azar dos adversários.

Quem também está com uma vantagem é Eduardo Soares, líder da Sub-55 que tem 87 pontos. O atleta pode chegar até em 2º lugar para levar a melhor. Por outro lado, o vice e o terceiro classificado, Luiz Maria Rovetta e Milton Paulo da Silva, estão empados com 74 pontos, isso faz com que a briga aumente ainda mais. Por isso, é melhor que Eduardo aperte o pedal para que a briga dos adversários não cresça sobre ele.

Outra categoria que terá uma disputa acirrada é a Sub-50. O ponteiro, Redelvino Rodrigues, tem apenas um ponto de vantagem em relação ao vice, Alexandre Freitas Costa. Com este cenário, qualquer um dos dois que ganhar a prova de Congonhas, leva o título para casa. Enquanto isso, Fábio Carvalho Leopoldo, vai ter que apertar o pedal para chegar em primeiro lugar e contar com a sorte para que os adversários caem para a 3º colocação.

15004550019_c1b1be1cbc_k

Atletas de todas as idades competirão em Congonhas (Foto: Bruno Senna/CIMTB Levorin)

E o clima de decisão toma conta especialmente da Sub-60. Com o empate entre o líder e o vice da classificação, Sérgio Albernaz e Dilermando de Fátima Melo, a disputa vai rolar solta em Congonhas. Com 87 pontos cada, leva o título para casa quem vencer a última etapa. Já, o terceiro colocado Larry Martins, mesmo se vencer a prova, terá que contar com a sorte para que os líderes caiam para o 3º lugar.

Enquanto isso, na Sub-17, a incerteza toma conta. O líder Thiago Freitas Souza está com 83 pontos, e o vice Roberth Willian Brito com 71 pontos. Com isso, o ponteiro tem que garantir até o segundo lugar para levar o título para casa, enquanto isso, o vice tem que terminar em primeiro e torcer para o líder fique na terceira colocação.  O terceiro colocado, André Jun Aikawa, tem 66 pontos e terá que ter foco e determinação para terminar a prova como líder e torcer para que os primeiros colocados caem nas colocações.

Na Sub-15, os 87 pontos do líder Lucas Almeida de Deus, dá a ele uma grande vantagem, especialmente porque o 2º colocado, Pedro Henrique Da Silva e o 3º classificado, Cayo Oliveira Rodrigues, estão praticamente empatados com 68 e 67 pontos, respectivamente. Assim, Lucas tem a chance de chegar até em 3º para levar o título.

Na Over-60, Hermes Santana está com vantagem. Os 10 pontos à frente do vice, Werner Wind, faz com que líder termine a prova em até 2º lugar e ainda leve o título para casa. Para o terceiro classificado, Jusmar Correa da Silva, o segredo vai ser pedalar muito e torcer para que os adversários caem de colocação.

Na PNE, o cenário está muito favorável para o líder Paulo Roberto dos Santos. Com 33 pontos à frente do segundo colocado, José Antônio Pereira, Paulo deve estar feliz da vida. Ele poderá chegar até em 7º lugar para levar o título pra casa.

A CIMTB Levorin conta pontos para os seguintes rankings: União Ciclística Internacional, Confederação Brasileira de Ciclismo e Federação Mineira de Ciclismo.

Credenciamento de imprensa
Para credenciar a imprensa para a cobertura do evento, os jornalistas interessados devem encaminhar um e-mail para press@cimtb.com.br até o dia 17 de novembro com as seguintes informações:

Nome:
E-mail:
Telefone:
Veículo de comunicação:
Cidade:
Função:
Período:

A Copa Internacional de Mountain Bike comemora a 21ª Edição em 2016. O evento tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição e Co-Patrocinio da Audax.

Acompanhe tudo de um dos principais eventos do mountain bike mundial pela fanpage www.facebook.com/CIMTB  Nas redes sociais você poderá encontrar fotos e vídeos dos atletas e das provas.

Assessoria de Imprensa
Maritza Borges
press@cimtb.com.br
Tel: 34 9.9986-2851